quinta-feira, 11 de junho de 2015

{Resenha} Como Eu Era Antes de Você

Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 320
Classificação: 5/5

Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Além disso, trabalha como garçonete num café, um emprego que ela adora e que, apesar de não pagar muito, ajuda nas despesas. E namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou se vê obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, a ex-garçonete consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto e planeja dar um fim ao seu sofrimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.


Visão Geral


Neste livro conhecemos a história de Louisa Clark (Lou), uma moça que mora em uma cidadezinha da Inglaterra, ela possui uma vida comoda, ainda morando com os pais e mantendo um relacionamento com um homem que ela tem certeza que não ama; Lou não tem ambição alguma para sua vida, e levava bem a vida que tinha até descobrir que seu chefe fecharia o café em que ela trabalhava, a obrigando procurar outro emprego. E também conhecemos a fundo a história de Will Traynor um rapaz bonito, bem sucedido, que ama se aventurar, porém ele perde tudo isso quando sofre um acidente e vai parar em uma cadeira de rodas; toda a ambição e amor pela vida que Will tinha, morrem no acidente. E a vida dos dois se encontra quando Lou aceita o emprego de cuidadora de um deficiente físico, e mal sabiam os dois, que a vida deles mudariam completamente.


"Você só vive uma vez. É sua obrigação aproveitar a vida da melhor forma possível."


Quando comecei a ler 'Como Eu Era Antes de Você', não fazia ideia de que ia me apaixonar tanto pela história dessas duas pessoas tão diferentes, mas que mudaram a vida uma da outra. Lou com toda sua humildade, falta de jeito e roupas coloridas trouxe alegria para a vida infeliz que Will tinha depois do acidente.
Quando Louisa Clark passa a fazer parte da rotina de Will, o rapaz tenta não deixar a moça se aproximar dele, o que faz Lou odiar seu novo emprego e pensar em procurar um emprego "mais fácil" diversas vezes, mas sendo uma cidade pequena com poucas oportunidades, e a Sra Traynor pagando tão bem, a moça continua insistindo em Will. Com o passar do tempo e muitas ironias, os dois se rendem, e percebem que uma grande amizade começa a surgir entre eles.


“Eu não era mais a única responsável por um pobre tetraplégico. Estava apenas sentada com um sujeito particularmente irônico, batendo um papo."


Com a narrativa de Moyes, conseguimos entender as dificuldades e preconceitos que as pessoas deficientes passam, todo o sofrimento deles e consequentemente da família, que por mais que tentam, se sentem incapazes diante dessa situação. No caso da família de Will, vemos até que ponto eles estão dispostos a ir pela felicidade do filho, a autora deixa claro o sofrimento dos pais e da irmã do Will, tanto pelo acidente que o filho sofreu quanto a decisão que ele toma em relação a isso. E bem, depois de ter lido o livro todo, não consigo enxergar a Sra Traynor como um monstro, ela era apenas uma mãe assustada com tudo o que estava acontecendo, e que tentou de absolutamente tudo para mudar o modo de pensar do filho, e quando viu que fracassou nisso, só o que lhe restava era apoiar Will. Louisa Clark, por mais que a Sra Clark não gostasse, era sua última chance de ter o filho de volta.


"Precisava dar ao meu filho um lugar para onde olhar. Precisava dizer a ele, silenciosamente, que as coisas poderiam mudar, crescer ou fenecer, mas que a vida continuaria. Que todos nós éramos parte de um grande ciclo, algum tipo de arranjo cuja finalidade só Deus poderia entender."


Quando Lou descobre os planos de Will, ela pensa em deixar o emprego, deixar tudo para trás antes que se envolvesse mais, só que a moça percebe, que já está tão envolvida com Will que não tem mais jeito de simplesmente pedir as contas e ir embora, aquele já não é mais só um emprego, e Will não é mais só um tetraplégico. E então o verdadeiro desafio de Lou começa, fazer com que Will perceba que a vida ainda vale a pena, e que existe muitas coisas que ele possa fazer mesmo estando em uma cadeira de rodas, mas o que Louisa não esperava era que acabaria se apaixonando por Will Traynor, a vida dele não só valia a pena, como era extremamente importante para ela.


“Seu corpo era apenas uma parte do pacote completo, algo para se lidar de vez em quando, em intervalos, antes de voltarmos a conversar. Para mim, tinha se tornado a parte menos interessante dele.”


Com toda a luta de Lou contra o tempo, e com todas as dificuldades que Will encara, vamos vendo a cada página os sentimentos que um nutre pelo outro ficar cada vez mais forte, e quando eles finamente dizem o que sentem, é impossível conter as lágrimas. E, posso dizer, que o final desse livro me surpreendeu muito e me arrancou muitas lágrimas, mas que também foi um dos melhores livros que li esse ano, todos os personagens que Jojo criou possuem personalidades bem definidas e em sua maioria apaixonantes (eu estaria mentindo se dissesse que amei o Patrick ou o Sr Traynor). Bem, eu super recomendo a leitura.




Leia Ouvindo:  





Um grande beijo,
Clara e Ketilin




Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário